Você está aqui: Página Inicial / Sipam e CPRM instalam equipamento para monitorar ondas no Rio Negro

Notícia

Sipam e CPRM instalam equipamento para monitorar ondas no Rio Negro

Ondógrafo, que fica na superfície, ligado a um cabo fixado no leito do rio, registra dados de altura, direção, período e frequência de ondas e a temperatura da camada superficial da água.
Ondógrafo fica na superfície do rio Negro

Ondógrafo fica na superfície do rio Negro

Técnicos do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) instalaram uma boia oceanográfica (ondógrafo) no Rio Negro, próximo à cidade de Manaus/AM. O equipamento irá monitorar e permitir o estudo das ondas do Rio Negro. O ondógrafo, que fica na superfície, ligado a um cabo fixado no leito do rio, registra dados de altura, direção, período e frequência de ondas, além da temperatura da camada superficial da água (30 centímetros).

Todos esses dados, medidos pelo equipamento, são transmitidos em tempo real por uma antena ligada à estação de recepção instalada na margem do Rio Negro, onde são armazenados e posteriormente analisados pelos técnicos.

Segundo o oceanólogo Marcelo Parise, analista do Centro Regional do Censipam em Manaus, e responsável pela operação do equipamento, as informações serão importantes para aumentar a segurança da navegação na região, “além de um melhor entendimento da gênese de formação das ondulações na região” disse ele. “Dependendo dos resultados obtidos e da disponibilidade de informações sobre ventos, registrados em estações próximas ao ondógrafo, pretendemos desenvolver uma metodologia visando previsões e emissão de alertas para a navegação na área”, complementou Parise.

O equipamento foi adquirido com recursos do projeto da Rede de Monitoramento de Eventos Extremos da Amazônia (Reman), financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que conta com a participação de pesquisadores, instituições de pesquisas, centros de previsão, defesas civis, Sipam e CPRM. A compra do equipamento era uma meta do Reman II.