Você está aqui: Página Inicial / Operação Ágata 10 destrói pista de pouso ilegal e combate desmatamento

Notícia

Operação Ágata 10 destrói pista de pouso ilegal e combate desmatamento

A Operação acontece nos Estados do Pará, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre, é coordenada pelo Ministério da Defesa.

Uma pista de pouso ilegal foi destruída na semana passada em São Gabriel da Cachoeira no Amazonas. A pista foi identificada através das análises de imagens feita pelos técnicos do Sipam, que trabalham na Operação Ágata 10. Além disso, eles identificaram o corte ilegal de madeira e de desmatamento. O Censipam participa da Operação Ágata fornecendo antenas de comunicação via satélite, boletins meteorológicos e análise de imagens, identificando ilícitos.

A Operação Ágata, que acontece nos estados do Pará, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre, é de responsabilidade do Ministério da Defesa, sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). Segundo o coordenador da Coordenação de Inteligência do Centro Regional do Sipam em Manaus, Sandro Sales, o Censipam tem participado de todas as Operações Ágata em parceria com as Forças Armadas. Além de prover infraestrutura de comunicação, geramos conhecimentos e informações em tempo hábil e com eficiência para detectar ilícitos”, ressalta Sales.

A décima edição da Operação Ágata teve início no dia 21 e segue até o dia 28 de outubro.  O objetivo é combater os crimes transfronteiriços e intensificar a presença do Estado na região com 1.890 km de fronteira. A Operação é conduzida por cerca de 1.400 militares da Marinha, Exército e Aeronáutica e por 119 profissionais de 33 agências públicas e órgãos governamentais. A Ágata foi instituída por decreto da Presidente da República, Dilma Rousseff, em 2011, no âmbito do Plano Estratégico de Fronteira (PEF).

 Mais informações leia a matéria no site da Defesa.

 http://www2.defesa.gov.br/noticias/17207-ministro-aldo-rebelo-visita-a-area-de-operacoes-da-agata-10