Você está aqui: Página Inicial / Notícias / UFPA formaliza parceria com o Sipam no uso do georreferenciamento

Notícia

UFPA formaliza parceria com o Sipam no uso do georreferenciamento

{mosimage}A Universidade Federal do Pará formalizou nesta segunda-feira (13) um acordo geral de cooperação com o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). A parceria contempla várias áreas do conhecimento como as que dizem respeito ao clima, desmatamento, produção agrícola, desenvolvimento sustentável, regularização fundiária, dentre outros. Um primeiro plano de trabalho, resultado da parceria, por exemplo, envolve socioeconomia, sistemas de informação e georreferenciamento.

Trata-se de uma iniciativa executada pelo Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), da UFPA, vinculada a um projeto que integra ensino, pesquisa e extensão chamado “Apoio à Reforma Urbana”, coordenado pela professora da Faculdade de Serviço Social, Maria Elvira Rocha de Sá. O projeto, aprovado pelo edital 2009/2010 do Programa de Extensão Universitária/Ministério da Educação e Ministério das Cidades, visa a capacitação de técnicos para o uso dos softwares livres de geotecnologia Terraview e GeoSNIC.

A expectativa é a de que os softwares favoreçam o conhecimento espacial de municípios e, assim, auxiliem o desenvolvimento de aplicações práticas como, por exemplo, as de reforma urbana, trazendo melhorias sociais, econômicas e ambientais para os municípios. Inicialmente, o projeto buscará capacitar pessoal em 40 municípios brasileiros, sendo 38 no Maranhão e dois no Pará. “A cooperação com o Sipam, nesse caso, vem nos ajudar a viabilizar a logística de acesso a essas cidades”, explica a coordenadora Maria Elvira. O projeto do ICSA/UFPA é compatível com o SipamCidades, que consiste na oferta gratuita de cursos de capacitação em geotecnologia para as prefeituras da Amazônia. A proposta é a de somar esforços entre as duas instituições.

Para o reitor da UFPA, Carlos Maneschy, o acordo vai criar oportunidades de participação de grupos que atuam nas mais variadas áreas do conhecimento em atividades que envolvem interesses amplos de ensino, pesquisa e extensão. Da mesma forma, o diretor-geral do Sipam, Rogério Guedes, espera que o acordo possa fomentar entre as instituições o intercâmbio de conhecimentos, a troca de experiências e auxiliar na formação de recursos humanos capacitados em áreas específicas, como no caso do georreferenciamento.

Futuro - Dentre as previsões para o futuro, o acordo prevê a criação de planos de trabalho, por exemplo, nas áreas de Engenharia Elétrica e Meteorologia. A ideia é poder contar com pesquisadores da UFPA, como a professora Brígida Ramati, da Elétrica, e o professor João Batista Ribeiro, meteorologista, para auxiliarem nos trabalhos da Rede de Detecção de Raios (RDR), a qual vem sendo implementada pelo Sipam há aproximadamente um ano. Atualmente, a Rede possui 12 sensores de descargas atmosféricas que cobrem parte dos estados do Maranhão, Tocantins e Pará. Com uma eficiência de detecção de 70%, a RDR possibilita a geração de informações e dados para o desenvolvimento de pesquisas na área de climatologia, hidrologia e aquecimento global. (com informações da Assessoria de Comunicação da UFPA)

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214 0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br