Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Temperaturas devem continuar altas no Amazonas no próximo trimestre

Notícia

Temperaturas devem continuar altas no Amazonas no próximo trimestre

{mosimage}O próximo trimestre deve iniciar com ocorrência de friagem no sul da região Amazônica.  Essa é uma das previsões da Divisão de Meteorologia do Centro Regional do Sipam em Manaus (CR/MN), divulgada esta semana no boletim com o prognóstico climático para na Amazônia no próximo período. O fenômeno (friagem), caracterizado pela entrada de massas de ar frio e queda abrupta da temperatura do ar, ocorrerá especialmente no Acre, Rondônia e Mato Grosso. No  Amazonas a friagem acontecerá apenas em situações excepcionais, ressaltando que, se atingir o estado, afetará apenas a parte sul, nos municípios de Lábrea, Humaitá e Tabatinga.

Segundo a meteorologista do CR/MN, Ana Bezzerra, quanto às temperaturas, destaca-se a estação seca no sul e leste da Amazônia. “Devido ao predomínio de uma massa de ar seco em grande parte do Brasil Central, normal para o período, devem ocorrer grandes amplitudes de temperatura sobre essas áreas, com madrugadas mais agradáveis e tardes quentes. No Amazonas segue o mesmo comportamento, temperaturas mais elevadas podem ser registradas, principalmente, no leste e sul do estado. Nos horários mais quentes do dia, a umidade relativa do ar pode alcançar índices de 30%”, informou.
 
O boletim traz ainda informações sobre o monitoramento da temperatura da superfície do oceano Pacífico, que aponta para um aquecimento acima do normal, persistente nas suas águas, o que poderá conduzir nos próximos meses ao surgimento do El Niño. “Este fenômeno meteorológico pode alterar o padrão da circulação atmosférica em diversas regiões, produzindo efeitos em vários pontos do globo. Em grande parte da região Amazônica, principalmente no lado Oriental, poderá ocorrer uma diminuição das chuvas e, consequentemente, as temperaturas mais elevadas poderão persistir”, explicou a meteorologista.
 
No final do trimestre, a climatologia mostra o período de transição entre as estações seca e a chuvosa em grande parte da região. Os máximos da chuva deslocam-se, agora, no sentido noroeste sudeste (veja na Figura anexa, os tons de verdes deslocam-se do Amazonas para o norte do mato Grosso), aumentado gradativamente a precipitação no Amazonas, Rondônia, sul do Pará e norte do Mato Grosso, principalmente no final do trimestre (mês de outubro). Outra característica importante da precipitação da região neste trimestre é a ocorrência de pancadas fortes de chuva no final do período (mês de outubro).
 
“O prognóstico sazonal tomando como base a climatologia apresentada anteriormente e as condições dos oceanos adjacentes, para os meses de agosto, setembro e outubro são chuvas abaixo dos padrões climatológicos no leste do Amazonas e dentro da normalidade nas demais áreas e a temperatura deve ser normal a ligeiramente acima dos padrões climatológicos em todo o estado do Amazonas”, finalizou.
 
O boletim climático da Amazônia é elaborado todos os meses pelo Sistema de Proteção da Amazônia. As discussões para a elaboração do boletim são realizadas uma vez por mês nos Centros Regionais do Sipam em Manaus, Belém e Rondônia e contam com o apoio de órgãos parceiros entre eles estão o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Defesa Civil, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Fundação Estadual de Meio Ambiente Ciência e Tecnologia de Roraima (FEMACT-RR).

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br