Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Sipam participa da 2ª etapa do Terra Legal e Arco Verde

Notícia

Sipam participa da 2ª etapa do Terra Legal e Arco Verde

Presidente Lula no laçamento do mutirão (foto MDA)

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), vinculado à Casa Civil da Presidência da República, participa da 2ª etapa do Mutirão Terra Legal e Arco Verde, que acontece de 25 a 27 de junho, em Tailândia (PA), Peixoto de Azevedo (MT) e Nova Mamoré (RO). Na 1ª etapa do Mutirão, realizada na semana passada em Alta Floresta (MT), Marabá (PA) e Porto Velho (RO), o Sipam apresentou a proposta de trabalho de apoio às prefeituras, informações que devem ser compartilhadas com os gestores nos municípios contemplados nesta etapa.

O Sipam desenvolveu um treinamento especial para capacitar técnicos municipais no uso de geotecnologias, o SipamCidade. Trata-se de um curso que tem seu conteúdo montado a partir das necessidades e peculiaridades de cada região, focado na solução dos problemas identificados pelas prefeituras dos municípios que receberão o mutirão. Durante o curso, o Sipam disponibilizará várias informações sobre os municípios e aumentará o conhecimento que as prefeituras têm sobre seus territórios. Isso ajudará no planejamento municipal e na execução das ações de recuperação das áreas degradas. As prefeituras também receberão um CD-Rom de fácil manuseio e compreensão com todas as informações sobre tipo de solo, relevo, bacias hidrográficas, vegetação, geodiversidade e outros dados relativos à região.

As informações compartilhadas durante o treinamento poderão ter muitas aplicações práticas, trazendo melhorias sociais, econômicas e ambientais para o município. A carta de aptidão agrícola é um dos exemplos do que é possível elaborar quando se reúnem informações obtidas pela ferramenta e outras que o município pode criar ou adquiridas em diversas instituições. Esse documento pode reunir informações sobre os terrenos próprios para a agricultura, quais as culturas que terão melhor produtividade e também informações sobre clima (temperaturas médias, índices pluviométricos, etc.).

Primeira etapa

Os gestores municipais que participaram da primeira etapa do Mutirão mostraram grande interesse nas informações que o Sipam apresentou. Além da palestra, o órgão montou um estande para mostrar imagens aéreas do município e detalhar aos interessados outras aplicações dos conhecimentos geoespaciais disponíveis. A mesma estrutura de divulgação estará disponível nas próximas etapas.

Na primeira etapa, em Porto Velho, o mutirão reuniu cerca de 1.500 visitantes e mais de 300 posseiros cadastrados para regularização fundiária do programa Terra Legal. Esta semana, em Nova Mamoré  o evento acontecerá amanhã (26) e sábado, na Escola Casimiro de Abreu, localizada na Avenida José Ribeiro da Costa, 3778. O atendimento ao público será realizado durante todo o sábado (27). Peixoto de Azevedo e Tailândia já iniciaram a programação hoje (25).

Todas as cidades-sede do mutirão foram escolhidas por registrar os piores índices de desmatamento, segundo informações do Ministério do Meio Ambiente. A intenção é levar à população local alternativas de desenvolvimento sustentável e ordenar a questão territorial como estratégia para controlar o desmatamento na Amazônia.  Além do apóio logístico e da capacitação de técnicos dos 43 municípios prioritários do mutirão para o uso de geotecnologias, o Sipam ainda subsidiará as ações de inteligência e monitoramento pós-título.

* foto MDA: Rafael Manzutti

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br