Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Sipam palestra no Consegi 2012 em Belém

Notícia

Sipam palestra no Consegi 2012 em Belém

Belém (06/12/2012) - Geotecnologias livres na proteção da Amazônia Brasileira, Novas Tecnologias de TI, a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE) e a Segurança Cibernética serão os temas das palestras apresentados pelos técnicos do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) nesta quinta-feira (06) no V Congresso Internacional Software Livre e Governo Eletrônico – Consegi 2012, que ocorre em Belém/PA. 

O evento, promovido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), acontece juntamente com o Congresso Serpro de Tecnologia e Gestão Aplicadas a Serviços Públicos (ConSerpro), formando a Semana de Tecnologia do Pará. Ontem (05) foi abertura do evento, que contou com a participação do ministro da Defesa, Celso Amorim, do diretor-geral do Censipam, Rogério Guedes, e do gerente regional de Belém, Carlos Alberto de Freitas. 

"O Consegi foca mais uma vez em governo eletrônico e em software livre, mas com uma atenção especial à mobilidade digital, para permitir que o governo eletrônico chegue na mão do cidadão", destacou o diretor-presidente do Serpro, Marcos Mazoni, durante a mesa de abertura oficial do V Consegi. "As tecnologias móveis não são apenas aquelas ligadas a tablets e celulares. Existem outras tecnologias, antigas e emergentes, e é por isso que neste ano o congresso traz algumas invenções feitas pelos jovens. Com eles, queremos pensar em soluções que possam melhorar a vida das pessoas no futuro", acrescentou Mazoni, ao se referir ao espaço do inventores que participam do Showroom de Tecnologia e Inovação do V Consegi.

O ministro da Defesa, Celso Amorim, também participou da abertura oficial, falou sobre a iniciativa inédita de realizar o Consegi na região amazônica e qual a relação do Ministério com o evento e o Pará. "Cabe ao Ministério da Defesa proteger a Amazônia, não só no sentido militar, mas em aspectos amplos, como impedir o desmatamento ilegal, saber se o meio ambiente é preservado, se as propriedades são usadas adequadamente. Tudo isso tem muito a ver com a área digital e, portanto, com o que é centro das atenções neste congresso", enfatizou o ministro. Segundo ele, o Ministério da Defesa ampliou o seu trabalho na Amazônia com a transferência, em 2011, do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) da Casa Civil para o MD. Amorim ainda ressaltou que o Censipam participa do evento palestrando sobre a segurança cibernética e sobre a construção do banco de metadados, disponibilizando, assim, informações sobre a Amazônia. 

Por Paulo Cruz
Assessoria de Imprensa Censipam
61/32140257