Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Sipam entrega imagens de radar dos 36 municípios que mais desmataram na Amazônia Legal

Notícia

Sipam entrega imagens de radar dos 36 municípios que mais desmataram na Amazônia Legal

Os dados foram encomendados pelo MMA

{mosimage} O diretor-geral do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Rogério Guedes, entregou dia (12) as imagens de radar dos 36 municípios que mais desmataram na Amazônia Legal aos prefeitos. A entrega aconteceu durante o encontro chamado pelo ministro do Meio Ambiente (MMA), Carlos Minc, com os 36 prefeitos, para discutir ações de combate ao desmatamento e preparar a reunião que acontecerá com o presidente Lula no mês de março. Os dados de desmatamento e as imagens de radar de alta resolução, obtidas pelo sensor da aeronave R-99B, foram encomendadas pelo MMA, logo após a portaria, de janeiro de 2008, que impôs restrições econômicas aos 36 municípios para controlar o desmatamento.

Segundo Guedes, o Sipam concluiu o trabalho de imageamento em dezembro do ano passado. Foram sobrevoados 800 mil quilômetros quadrados (uma área 3,2 vezes maior do que a do Estado de São Paulo), em 450 horas de vôos, a um custo de R$ 3,7 milhões. “Essas imagens servirão aos prefeitos e ao MMA para orientar suas ações de prevenção, controle e fiscalização. Além ajudar o município no planejamento da sua gestão territorial e identificar construções irregulares localizadas em áreas de floresta”, ressaltou Guedes, durante a sua apresentação aos prefeitos.

O ministro Carlos Minc afirmou que novos municípios devem entrar na lista dos que mais desmataram a Amazônia. “Os que mais reduziram devem sair da lista. E nas próximas semanas vamos ver os critérios para isso. Agora, outros municípios vão entrar como alguns dos Maranhão”, defendeu Minc. Ele também falou que vai aumentar a fiscalização na região. Entre as ações previstas estão o aumento do número de agentes da Polícia Federal que atuam em ações ambientais e a criação de delegacias do meio ambiente na Amazônia.

O vice-prefeito de Porto Velho (RO), Emerson Castro, disse que o município tem reduzido o índice desmatamento, que atualmente está em 20%. “As imagens que recebemos do Sipam nos ajudam no planejamento das políticas públicas e de fiscalização contra o desmatamento. Também servirão para definirmos nosso aterro sanitário”, ressalta Castro. Já o prefeito de Santana do Araguaia (PA), Gilgleider Ribeiro, conhecido por Alegria, disse que as imagens do seu município contribuem para conhecer os focos de desmatamento da sua cidade, que tem 60% de área desmatada. “Precisamos saber a realidade territorial do nosso município para orientar nossas ações”, afirmou Alegria.

Índice de desmatamento dos 36 municípios imageados

Mato Grosso

Alta Floresta (49%), Aripuanã (13%), Brasnorte  (41%), Colniza  (12%), Confresa  (58%), Cotriguaçú (17%), Gaúcha do Norte (24%), Juara(35%), Juína  (14%), Marcelândia  (25%), Nova Bandeirantes  (29%), Nova Maringá  (26%), Nova Ubiratã  (45%), Paranaíta  (39%), Peixoto de Azevedo (21%), Porto dos Gaúchos  (39%), Querência (29%), Vila Rica (56%) e São Félix do Araguaia (29%).

Pará

Altamira (4%), Brasil Novo (35%), Cumarú do Norte (39%), Novo Progresso (13%), Novo Repartimento (42%), Paragominas (35%), Dom Eliseu (62), Rondon do Pará (61%), Santa Maria das Barreiras (63%), Santana do Araguaia (60%), São Félix do Xingú (17%) e Ulianópolis (76%).

Amazonas

Lábrea (4%)

Rondônia

Machadinho D´Oeste (30%), Porto Velho (20%), Pimenta Bueno (41%) e Nova Mármore (25%).

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br