Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Sipam elabora mapa viário digital de Rondônia

Notícia

Sipam elabora mapa viário digital de Rondônia

Inédito no país, o novo mapa viário de Rondônia é produto da parceria do Sipam com vários órgãos públicos.

Rondônia é o primeiro Estado do país a ter suas estradas e rodovias mapeadas com precisão geográfica, ou seja, 43,5 mil quilômetros de estradas agora estão georreferenciadas. Em quatro anos de trabalho, analistas do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) percorreram todos os municípios rondonienses e registraram as novas vias terrestres do Estado, com detalhamento e precisão em coordenadas geográficas de latitude e longitude. O trabalho deu origem ao novo mapa da malha viária de Rondônia, foi entregue nesta sexta-feira (25), aos prefeitos e órgãos federais e estaduais. A solenidade ocorreu no Centro Técnico e Operacional (CTO) de Porto Velho. Inédito no país, o novo mapa viário de Rondônia é produto da parceria do Sipam com vários órgãos públicos e servirá para atualizar a Base Cartográfica do Estado.

As prefeituras receberão um mapa e uma Carta Imagem (com imagens de satélite) de seus territórios, além de um CD-Rom com um Sistema de Informações Geográficas (SIG), que é formado por um acervo de banco de dados. Ao usar o CD-Rom, as instituições podem formular mapas específicos de acordo com suas necessidades. São até 26 temas, como hidrografia, terras indígenas, unidades de conservação, assentamentos de Reforma Agrária, povoados e vilarejos, entre outros. A combinação dos temas permite a geração de mapas sob medida para as necessidades das instituições.

Os programas de computador (softwares) usados na elaboração do CD-Rom são livres, ou seja, gratuitos. O sistema informatizado também é compatível com o Google Earth, que é gratuito e está disponível na Internet. Assim, é possível a geração de novas composições de mapas e Carta Imagem que auxiliam na visualização das áreas.

Zona rural - Com o uso de um GPS (sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global) de uso topográfico, foram mapeados 43,5 mil quilômetros de estradas. São vias que levam a vilarejos e povoados, muitas delas abertas por particulares e que não constavam em nenhum mapa já existente.
O trabalho realizado por analistas do Centro Técnico e Operacional (CTO) de Porto Velho, unidade local do Sipam, iniciou em 2004. Neste quatro anos, foram 430 dias de trabalho de campo, mais de 92 mil quilômetros percorridos em vinte viagens às regiões mais distantes do Estado. O levantamento das novas estradas priorizou as zonas rurais. Algumas ruas e pontos de cidades e povoados (escolas, postos de saúde, igrejas, comércios, entre outros) também constam no mapeamento realizado. Foram também mapeadas as usinas hidrelétricas (PCHs) e termoelétricas (UTEs), curvas de níveis, imóveis demarcados pelo Incra.

Varredura município por município - O trabalho de mapeamento foi feito em parceria entre Sipam, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER).O mapa viário digital atenderá às necessidades de informações que estes órgãos têm para suas ações. Saber onde existem moradores e como localizá-los, mesmo em povoados distantes, foi uma das motivações do projeto e principal necessidade do IBGE. O traçado das novas estradas é de extrema importância para o DER. Já o Incra vai receber os dados para integrar sua base digital de imóveis rurais.

Ascom/CTO-PV