Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Brasil e China assinam memorando de entendimento

Notícia

Brasil e China assinam memorando de entendimento

Memorando de entendimentos foi assinado pela Presidenta Dilma Rousseff e o primeiro ministro chinês, Li Kegiang, no Palácio do Planalto. Grupo de Trabalho Gestor (GTG) deverá estruturar a cooperação entre os dois países em projetos na área de sensoriamento remoto, telecomunicações e tecnologia da informação.

Brasil e China assinam um memorando de entendimento sobre a estrutura o Grupo de Trabalho Gestor (GTG). Esse grupo terá a tarefa de estruturar a cooperação entre os dois países em projetos na área de sensoriamento remoto, telecomunicações e tecnologia da informação. O memorando foi um dos 35 acordos assinados na tarde dessa terça-feira (19) entre a Presidenta Dilma Rousseff e o primeiro ministro chinês, Li Kegiang, no Palácio do Planalto.

 Antes de assinado, o memorando de entendimento foi discutido, na segunda-feira (18) entre o pelo ministro da Defesa, Jaques Wagner, com o titular da pasta de Ciência, Tecnologia e Indústria de Defesa da China, Xu Dazhe, e o diretor-geral do Censipam, Rogério Guedes.

 O GTG será co-presidido pelo Censipam (Brasil) e pela Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria Nacional de Defesa (SASTIND) (China).  A parceria reunirá as capacidades tecnológicas chinesas e brasileiras contribuindo para a proteção do meio ambiente e para o apoio ao combate contra ilícitos, por meio do aprimoramento do monitoramento do uso e ocupação do território, bem como da proteção preventiva frente a eventos extremos da natureza.

 O objetivo do Grupo é cooperar e compartilhar dados de satélites ambientais, meteorológicos e de observação da terra; compartilhar conhecimento e experiência nas áreas de tecnologia da informação, telecomunicação e sensoriamento remoto; compartilhar dados e conhecimentos nos temas meteorologia, climatologia, hidrometeorologia e mudanças climáticas; cooperar nas aplicações envolvendo o uso de telecomunicações ponto a ponto e via satélite; promover a capacitação de recursos humanos nas áreas tecnológicas relacionadas e
cooperar no mapeamento cartográfico e temático.

O acordo entre os dois países já foi tratado no ano passado, durante a visita do presidente chinês, Xi Jinping.  Aproveitando a viagem ao Brasil, os chineses estiveram na segunda-feira (18), no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), em Brasília. Na quarta-feira (20), a comitiva estará em Manaus para visitar o Centro Regional do Censipam. O objetivo é conhecer mais de perto o trabalho desenvolvido pelo órgão na Amazônia.