Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Seminário sobre monitoramento reunirá representantes de países em Manaus

Notícia

Seminário sobre monitoramento reunirá representantes de países em Manaus

O ministro da Defesa, Celso Amorim, e o diretor-geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Rogério Guedes, participarão da abertura do Seminário Sul-americano de Monitoramento de Áreas Especiais, em Manaus, no dia 15 de agosto, às 8h30min. O evento reunirá representantes de 11 países da União de Nações Sul-americanas (Unasul) no Centro Regional do Sipam em Manaus, com o objetivo de trocar experiências e formalizar a cooperação entre os países em temas como: integração e monitoramento de eventos severos, desmatamento, formação de focos de calor, tremores de terras e crimes transnacionais.
Os representantes dos países mostrarão também as suas atividades na área de monitoramento. O Censipam apresentará sua atuação nas áreas de meteorologia, hidrometeorologia, sensoriamento remoto por satélite e as operações de campo em apoio à repressão de ilícitos. Em 11 anos de atuação, o Censipam tem expertise nos temas e pretende compartilhar o conhecimento gerado além de absorver os desenvolvidos pelos países sul-americanos. A proposta é o evento encerrar na sexta-feira (16) com a definição de subgrupos e subprojetos que tratarão de temas específicos de interesse dos países.
A iniciativa de realização do Seminário surgiu na IV Reunião Ordinária de Ministros da Defesa do Conselho de Defesa Sul-americano (CDS), que ocorreu em novembro do ano passado na cidade de Lima (Peru). O Censipam propôs o tema de monitoramento de áreas especiais, que foi aceito, e faz parte do Plano de Ação de 2013 do CDS, dentro do eixo 1 - Políticas de Defesa. O encontro, promovido pelo Censipam, faz parte do modelo de integração multissetorial em que todos os setores do governo se mobilizam para estreitar os laços dos países da América do Sul. Fazem parte da Unasul o Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guina, Peru, Uruguai, Venezuela e Suriname.