Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Rio Acre fecha mês de agosto em nível crítico e previsão de atraso nas chuvas

Notícia

Rio Acre fecha mês de agosto em nível crítico e previsão de atraso nas chuvas

Porto Velho (05/09/2011) - Informações coletadas pela Defesa Civil acriana e pela Agência Nacional de Águas (ANA) indicam que o nível do rio Acre fechou o mês de agosto em mais de um metro abaixo de sua cota de alerta, que inicia em 2,69 metros. Com apenas 1,57 metro na leitura do último dia de agosto (31) na capital Rio Branco, o rio Acre apresenta nível extremamente crítico, que se aproxima do menor índice já registrado historicamente: 1,32 metro.

Segundo Ana Cristina Strava, coordenadora de operações do Centro Regional do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) em Porto Velho, o nível atual está ainda mais baixo do que foi registrado no mesmo período de 2005, quando houve uma seca histórica no estado. “Em 2005, a vazante do rio Acre teve a mínima de 1,64 metros, o que preocupa, porque já estamos em 1,57 metro e setembro é um mês ainda mais seco”, revela.

Como os menores níveis do rio são registrados em setembro e a meteorologia aponta chuvas abaixo da média para o próximo trimestre (setembro, outubro e novembro) no Acre, a situação é ainda mais alarmante. “A região do mar do Caribe está aquecida, o que provoca uma circulação de ar que inibe as chuvas, trazendo uma massa de ar quente e seco mais forte sobre nossa região”, explica o meteorologista Luiz Alves, do Sipam. A falta de chuvas também deixará as temperaturas acima da média.

Embora ocorram pancadas de chuva no período, somente na segunda quinzena de outubro voltará a chover com regularidade, possibilitando que o nível do rio Acre volte a subir.

Assessoria de Comunicação Social
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia
(CENSIPAM)
(61) 3214-0202 / 0257