Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Presidente Lula lança Projeto Cartografia da Amazônia

Notícia

Presidente Lula lança Projeto Cartografia da Amazônia

 As informações ajudarão no conhecimento da Amazônia brasileira.

O Projeto Cartografia da Amazônia, coordenado pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), será lançado nesta quarta-feira (10) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a abertura da IV Feira Internacional da Amazônia (FIAM), no Centro de Convenções Studio 5, em Manaus. O Governo Federal investirá, durante cinco anos, R$ 350 milhões para concluir as cartografias terrestres, geológicas e náuticas da região amazônica.

Segundo o diretor-geral do Censipam, Marcelo de Carvalho Lopes, a proposta é acabar com os “vazios cartográficos”, contribuindo no desenvolvimento e na proteção da região amazônica. Dos 5,2 milhões de quilômetros quadrados da Amazônia Legal, 1,8 milhão de quilômetros quadrados não há informações cartografias terrestres. “Já a cartografia náutica necessita ser atualizada e ainda levantar informações sobre os recursos minerais existentes na região, fomentando o desenvolvimento sustentável, gerando renda e melhorando a qualidade de vida”, afirma Lopes.

As cartografias vão auxiliar no planejamento e execução dos projetos de infra-estrutura como rodovias, ferrovias, gasodutos e hidrelétricas, além da demarcação de áreas de assentamentos, áreas de mineração, agronegócio, elaboração de zoneamento ecológico, econômico e ordenamento territorial, segurança territorial, escoamento da produção e desenvolvimento regional. As informações ajudarão no conhecimento da Amazônia brasileira e na geração de informações estratégicas para monitoramento de segurança e defesa nacional, em especial nas fronteiras.

Dos R$ 350 milhões, R$ 85,4 serão destinados a investimentos como a modernização dos sistemas de aquisição e processamento de dados de aeronaves especializadas em sensoriamento remoto, software e hardware para o tratamento e processamento dos dados e imagens, capacitação de recursos humanos e a construção de 5 navios hidrográficos para realizar a cartografia náutica. O projeto está sendo discutido há dois. Sua conclusão está programada para 2012 e nesse ano já foram investidos R$ 33 milhões. O trabalho é coordenado pelo Censipam, órgão ligado a Casa Civil da Presidência República, e os executores são o Exército, a Marinha, a Aeronáutica e o Ministério de Minas e Energia.

O Projeto Cartografia da Amazônia se divide em:
• Cartografia Terrestre - tem por objetivo elaborar cartas topográficas, imagens com curva de nível, modelos de elevação do terreno e de estratificação vegetal;

• Cartografia Geológica - levantamento de informações geológicas que permitam caracterizar o potencial econômico de ocorrências, depósitos, distritos e províncias minerais da região;

• Cartografia Náutica - atualização da cartografia náutica das principais hidrovias da região amazônica, garantindo mais segurança na navegação. O volume de exportações escoado pelas hidrovias da região é mais de 95%.

Ascom/Sipam