Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Porto Velho recebe sistema de alerta de inundações e enchentes urbanas

Notícia

Porto Velho recebe sistema de alerta de inundações e enchentes urbanas

Porto Velho foi escolhida como uma das cidades piloto para receber o sistema de alerta em tempo real.
Foto: Jornal Rondônia Vip

Foto: Jornal Rondônia Vip

Porto Velho foi escolhida como uma das cidades piloto para receber um sistema de alerta, em tempo real, contra enchentes urbanas provocadas principalmente pelo transbordamento dos igarapés urbanos que cortam a cidade. Hoje (30), o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), por meio de seu Centro Regional de Porto Velho, apresentará o sistema que entrará em testes já nesta estação chuvosa. 

O projeto, contou com o fomento do CNPq e do Ministério das Cidades por meio da Chamada MCTI/CNPq/MCIDADES N° 11/2012. O desenvolvimento se deu ao longo dos últimos 18 meses e contou com a colaboração de seis bolsistas contratados pelo projeto. Além dos recursos do Governo Federal, o projeto contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Porto Velho e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

 O trabalho consistiu em um minucioso levantamento de campo das dimensões e intervenções na macrodrenagem existente em quatro bacias urbanas: Iguarapé Grande/Santa Barbara,  Penal, Tancredo Neves/São Francisco e Bate-Estacas. A partir desse levantamento e do modelo digital do terreno (topografia), foi possível modelar o comportamento dos Igarapés Urbanos quando submetidos a chuvas intensas. Segundo a Coordenadora Operacional, Ana Cristina Strava, “os analistas do Sipam, juntamente com os pesquisadores contratados e representantes da Prefeitura, apresentarão os mapas de risco e o sistema desenvolvido. Além disso, convidados da UNIR e CPRM enriquecerão as discussões sobre o tema apresentando trabalhos desenvolvidos na área urbana”.

 Alerta em tempo real - Como uma cidade amazônica, Porto Velho recebe chuvas intensas ao longo de um período com sazonalidade bem marcada. Os Igarapés urbanos tratam do escoamento dessas águas moldados pela natureza ao longo de milhares de anos. Porém, a rápida e crescente urbanização da cidade provoca a impermeabilização do solo e sobrecarrega tanto a rede natural dos igarapés como o sistema de drenagem da cidade. A consequência disso são os frequentes transtornos com alagamento de bairros residenciais e comerciais localizados em áreas de risco e a interrupção de vias de acesso aos mesmos.

 “O enchimento e afogamento do sistema de drenagem muitas vezes ocorre em poucos minutos, por isso a importância de um sistema que detecte a chuva intensa antes mesmo de atingir as áreas urbanas mais densamente povoadas. Isso se tornou possível com a implantação da rede de radares meteorológicos do Sipam. São onze radares operando nas principais cidades da Amazônia, sendo que uma delas é Porto Velho”, enfatiza Strava.

 O sistema de alerta funcionará sobre uma plataforma, que recebendo os dados do radar de Porto Velho vai confrontar com as capacidades dos Igarapés e bueiros e apontar os potenciais pontos de inundação.

 Produtos - Além do sistema de alerta para operação pela Defesa Civil, o Sipam gerou mapas de risco de inundação que podem orientar o planejamento urbano da cidade, bem como o redimensionamento de bueiros e travessias sobre os igarapés urbanos. Essa atividade foi iniciada pela Prefeitura, que apresentará o resultado prático em alguns bairros da cidade que já tiveram sua drenagem redimensionada.