Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Ministério da Defesa vai apoiar o Brasil Sem Miséria

Notícia

Ministério da Defesa vai apoiar o Brasil Sem Miséria

{mosimage}Brasília, 14/06/2011 – O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – Censipam irá fornecer tecnologia de banda larga e apoio técnico a prefeituras de cerca de 130 municípios isolados da Amazônia, com o objetivo de facilitar o cadastramento de famílias ainda não atendidas pelos programas sociais do governo federal. Com a medida, o Ministério da Defesa, órgão que coordena o Censipam, passa a integrar a rede do governo responsável pelas ações do Brasil Sem Miséria, programa que visa erradicar a miséria absoluta no país.

A participação da Defesa nas ações sociais do governo foi acertada em reunião realizada durante a manhã desta terça-feira (14), entre o diretor-geral do Censipam, Rogério Guedes, e a coordenadora-geral de Gestão de Processos de Cadastramento do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Jeniffer Carla de Paula.

Para permitir que essa parceria seja concretizada, os dois órgãos deverão assinar, em breve, acordo de cooperação técnica. O objetivo principal é fazer com que todos os municípios da Amazônia possam ter, em suas prefeituras, acesso a internet para uso do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – instrumento essencial para que as famílias possam ser beneficiadas com os programas Brasil Sem Miséria, Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica, Minha Casa Minha Vida e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti).

O acesso ao cadastro tornou-se ainda mais importante depois que, em 2010, passou a ser disponibilizado em nova versão online. Segundo Rogério Guedes, a dificuldade de acesso à internet é um problema crônico na Amazônia, principalmente, em regiões mais isoladas. Para superar esse problema, o Censipam conta com a tecnologia de antenas via satélite, o que permite às prefeituras o acesso à internet sem custo pelo sinal.  Recentemente, o Censipam adquiriu mais de mil antenas destinadas a facilitar as conexões via satélite na região.

Texto: José Romildo
Foto: Élio Sales
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa
(61) 3312-4070