Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Impactos da próxima estação seca são discutidos em reunião no Sipam de Porto Velho

Notícia

Impactos da próxima estação seca são discutidos em reunião no Sipam de Porto Velho

{mosimage}Porto Velho (13/06/2011) - O Centro Regional do Sipam em Porto Velho realizou, no dia 9 de junho, uma reunião para discutir com órgãos parceiros e instituições privadas o aumento das queimadas, as dificuldades de navegação, desabastecimento de comunidades ribeirinhas e de como enfrentar esses impactos.O meteorologista do Sipam José Carvalho falou sobre a organização dos eventos que indicam chuvas dentro da normalidade para os meses de junho a agosto de 2011. “Essa previsão é favorável para a redução de queimadas em relação ao ano de 2010, quando a umidade do ar ficou bem abaixo da normalidade para essa época do ano”, afirmou o meteorologista. A reunião teve início com a apresentação do Boletim Climático da Amazônia, elaborado pela Divisão de Meteorologia do Sipam, que traz a previsão do clima para o trimestre.
 
A situação da navegabilidade dos rios foi discutida com o apoio da CPRM, Delegacia Fluvial e SOPH, que trouxeram contribuições das suas áreas de atuação. O nível mínimo para o rio Madeira foi estimado em 346  cm com um erro de aproximadamente 40 cm, para o final a estação seca no mês de setembro. Quanto à situação das queimadas, o grupo ouviu as considerações do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia e Acre. Os presentes também puderam discutir as tendências de queimadas baseadas no relatório anual de focos de calor elaborado pelo Sipam.
 
Segundo a coordenadora de operações, Ana Strava , o Estado de Rondônia deve se preocupar com as áreas de usos agropecuários que respondem por mais de 60% das queimadas, enquanto o Acre teve mais de 55% das ocorrências de focos em áreas florestadas. “Os resultados da reunião foram proveitosos e possibilitou o encaminhamento para a reativação da sala de situação para acompanhamento da vazante do rio Madeira que contará com a participação dos parceiros do Sipam”, disse Ana.

Texto: Karen Leão
Foto: Arquivo Sipam
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa
(61) 3312-4070/71