Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Guedes participa de reunião, de visita ao Exército e de palestra do ministro Celso Amorim

Notícia

Guedes participa de reunião, de visita ao Exército e de palestra do ministro Celso Amorim

{mosimage}Brasília (20/09/2011) - O diretor-geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Rogério Guedes, participou na manhã desta terça-feira (20) da reunião do Comitê de Coordenação e Organização de Ações do Ministério da Defesa. No período da tarde, assistiu a palestra inaugural do ministro do MD, Celso Amorim, proferida para marcar o início do Curso de Política e Estratégia, da Escola Superior de Guerra (ESG).

A palestra foi no auditório térreo do MD, em Brasília. O objetivo do curso, que encerra em novembro, é de incentivar o estudo de assuntos da Defesa nos escalões da Administração Pública, no meio militar e junto aos setores empresariais e acadêmicos. A ESG selecionou, entre 100 candidatos, 41 representantes da área civil e 13 da área militar.

Ontem (19), Guedes participou também, junto com secretários do MD, da visita do ministro Celso Amorim, no quartel general do Exército, em Brasília. O comandante do Exército, general-de-exército Enzo Martins Peri explicou as atividades desenvolvidas pela Força Terrestre. O ministro da Defesa conheceu ainda o Centro de Comunicação Social do Exército e o Comando de Operações Terrestres.

O ministro Celso Amorin deverá visitar o Censipam no dia 11 de Outubro para conhecer mais de perto o trabalho do órgão, que em janeiro desde ano foi vinculado ao Ministério da Defesa. Na semana passada, dia 15, o ministro conheceu a sede do Cindacta 2, em Curitiba, no Paraná, e o novo sistema de controle do voo, um software nacional, desenvolvido pela Atech (Negócios em Tecnologias S/A), que permitirá a cobertura completa do território nacional pelos quatro Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta).

O novo Sistema Avançado de Gerenciamento de Informações de Tráfego Aéreo e o Relatório de Interesse Operacional (Sagitário) permitirá o aumento da segurança de voo e uma maior economia para as empresas aéreas, que poderão ampliar o número de horários por aerovias. O método tradicional usa varredura por radares para acompanhar o tráfego aéreo. Em algumas regiões, as árvores absorvem parte das ondas de rádio, diminuindo a eficiência do sistema. Para evitar esse fenômeno, o Sagitário agrega dados fornecidos por constelação de satélites (como o GPS, o Galileo e o Glonass), atualizando as informações disponíveis ao controlador em tempo real.

Assessoria de Comunicação Social
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia
(CENSIPAM)
(61) 3214-0202 / 0257