Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Guedes palestra na Conferência Nacional sobre Direito Ambiental

Notícia

Guedes palestra na Conferência Nacional sobre Direito Ambiental

{mosimage}Durante mais de uma hora, advogados de todos os estados brasileiros e estudantes de direito assistiram, no auditório do Hotel Tropical em Manaus (AM), no último sábado (5), a palestra sobre a implantação do projeto Sivam e o atual trabalho desenvolvido pelo Sipam na região amazônica. Convidado pela Conferência Nacional sobre Direito Ambiental e a Questão da Amazônia, Guedes explicou as ações do Sipam, em conjunto com os parceiros, de combate ao desmatamento na Amazônia Legal. Ele também ressaltou a importância da OAB de reunir a categoria para debater as questões do meio ambiente. O diretor afirmou que a queda do desmatamento na Amazônia anunciada pelo Inpe no início da semana passada, de 46% entre agosto de 2008 a julho de 2009, é resultado da intensificação do trabalho de fiscalização na região. Disse ainda que o trabalho do Ibama e da Polícia Federal, em parceria com o Sipam, tem resultado em muitas ações de apreensões de madeira.

O diretor-geral do Sipam participou do painel “O Sistema de Vigilância da Amazônia Contribuindo para o Controle do Desmatamento da Amazônia”, ao lado do brigadeiro-do-ar Carlos Vuyk de Aquino, presidente da Comissão para Coordenação do Projeto Sivam CCSivam, que explicou a implantação do projeto. As ações do Exército de proteção da Amazônia também foram relatadas à plateia pelo General Marco Vieira, que incluiu o Sipam como parceiro importante do Exército na Amazônia.

As ações de proteção ambiental foram tema da palestra do diretor-geral.

Ele falou dos resultados e da importância de monitorar as Unidades de Conservação e as Terras Indígenas, do trabalho de apoio de Regularização Fundiária, do SipamCidade e ainda das missões importantes que o Sipam tem participado na área de inteligência. Citou as operações na Floresta Nacional do Bom Futuro em Rondônia, da Portal Vilhena/RO e a Arco de Fogo nas cidades de Buritis (RO), Zé Doca, Centro do Guilherme, Centro Novo do Maranhão, Buriticupu (todos no Maranhão), Santarém, Itaituba, São Félix do Xingu (Pará), Sinop e Juína (MT). Segundo ele, nesse ano já foram identificados os nomes dos suspeitos de esquentar meio milhão de metros cúbicos de madeira. A Conferência, que iniciou na última sexta-feira (4), terá como resultado a Carta de Manaus. O documento conterá os princípios que vão orientar as ações da OAB em defesa da Amazônia.

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br