Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Google e Sipam discutem parceria

Notícia

Google e Sipam discutem parceria

Está em estudo a possibilidade de atuação em parceria, permitindo a troca de dados, imagens e integração de sistemas.
O Google e o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) estão estudando a possibilidade de atuação em parceria, permitindo a troca de dados, imagens e integração de sistemas. A atuação conjunta ocorreria especificamente com o Google Earth, programa desenvolvido e distribuído pelo Google cuja função é apresentar um modelo tridimensional do globo terrestre construído a partir de imagens de satélites obtidas em fontes diversas. O tema foi discutido nesta sexta-feira, 13 de junho, durante visita de executivos do Google ao Centro de Coordenação Geral (CCG) do Sipam, em Brasília.

Rebecca Moore, Mark Aubin e Sean Askay, representantes do Google que estão em missão de trabalho no Brasil até o final de junho, conheceram as atividades realizadas pelo Sipam e sinalizaram positivamente em relação à formação de parceria. Interessaram-se especialmente pelos produtos gerados pelo Sipam a partir de imagens de satélite e das imagens captadas pelas aeronaves R99B e R95 da Força Aérea Brasileira.

A equipe do Google teve acesso a imagens produzidas pelo Sipam que mostram com extremo detalhamento pistas de pouso, áreas com desmatamento, entre outras. O Diretor Técnico e Operacional do Sipam, Wougran Soares Galvão, destacou que as aeronaves têm possibilidade de obter imagens extremamente precisas, com resolução de até dois metros, o que permite identificar detalhes do relevo. As aeronaves R99B contam com três tipos de sensores: o sensor SAR (Synthetic Aperture Radar); o sensor multiespectral MSS (Multiespectral Scanner System) e o sensor infravermelho OIS (Optical Infrared Sensor).

O grupo de executivos do Google destacou a importância da potencial cooperação, fortalecendo as ações de defesa da Amazônia brasileira. “Do ponto de vista técnico trata-se de uma parceria muito importante para o Sipam”, disse Galvão.

A equipe do Google também mostrou-se entusiamada com a possibilidade de parceria, principalmente pelo fato de o Sipam ser um órgão de gerenciamento de informações com contato constante com os mais diferentes órgãos das esferas federal, estaduais e municipais, além de entidades privadas e Organizações Não-Governamentais (ONGs) que têm atuação em defesa da Amazônia.  

As grandes proporções das ações do Sipam surpreenderam os executivos do Google. A missão de imageamento dos 36 municípios líderes em desmatamento na Amazônia, em atendimento a pedido do Ministério do Meio Ambiente (MMA), começou a ser executada no final de março e será concluída dentro dos próximos 60 dias, envolvendo uma área de 790 mil quilômetros quadrados. A área total imageada em missões SAR do Sipam entre 2003 e 2008 já atinge 3,9 milhões de quilômetros quadrados. 

{mosimage}

Ascom - Censipam