Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Estiagem no Amazonas mobiliza órgãos de meteorologia

Notícia

Estiagem no Amazonas mobiliza órgãos de meteorologia

{mosimage} A estiagem no setor norte do Amazonas deve continuar até o início de fevereiro de 2010, segundo o prognóstico divulgado na última sexta-feira (4) em uma coletiva concedida à imprensa pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Defesa Civil do Estado e Serviço Geológico do Brasil (CPRM), em Manaus.
 
De acordo com o boletim climático com prognóstico para os próximos três meses, elaborado pela Meteorologia do Sipam, a falta de chuvas na região tem sido ocasionada pelo fenômeno El Nino. “A atuação desse fenômeno faz com que as chuvas fiquem abaixo do esperado na nossa região. Em novembro, por exemplo, quando a média de chuvas é de 140 milímetros, choveu em média 50% do esperado. A previsão é de que ainda pelo menos nos dois próximos meses o fenômeno tenha continuidade, piorando a situação dos municípios que precisam de chuva”, informou o chefe da Divisão de Meteorologia do Sipam, Ricardo Dallarosa.
 
Conforme as informações do boletim, o norte do Amazonas será a região mais afetada. Ele compreende os municípios de São Gabriel da Cachoeira, Santa Izabel e Barcelos. Em Roraima a previsão indica que as chuvas também devem ocorrer abaixo do esperado, situação agravada pelo fato de estar iniciando a estação seca no estado. Durante o período da vazante em 2009, o Serviço Geológico do Brasil vem acompanhando o comportamento dos rios no estado com as estações de monitoramento hidrológico situadas em pontos estratégicos.
 
“Na estação de monitoramento hidrológico de Manaus, o Rio Negro já baixou 13,91 metros e encontra-se em estado de emergência de seca. A cota atual está 4,13 metros abaixo da registrada no mesmo dia em 2008, quando já estava em pleno processo de enchente, 2,22 metros acima da cota máxima da maior vazante”, informou o superintendente da CPRM, Marco Antonio Oliveira.
 
Conforme informações da Defesa Civil do Amazonas, o Estado já está pronto para atender as necessidades dos municípios afetados pela vazante. De acordo com o Secretário Executivo do Subcomando de Ações de Defesa Civil, tenente-coronel Roberto Rocha, 15 municípios se encontram em situação de emergência.
 
“Os municípios de Santa Izabel e São Gabriel da Cachoeira são os mais atingidos. Em São Gabriel são mais de 22 mil pessoas afetadas e em Santa Izabel 799 pessoas. A Defesa Civil do Estado está realizando ações em parceria com diversos órgãos para tentar minimizar os estragos causados pela estiagem”, informou Roberto Rocha. Segundo Ricardo Dallarosa, as previsões do tempo são repassadas diariamente à Defesa Civil. Em parceria com o CPRM, também é elaborado um boletim de diagnóstico semanal.


Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br