Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Censipam sedia curso para unificação da base cartográfica do Amazonas

Notícia

Censipam sedia curso para unificação da base cartográfica do Amazonas

Base cartográfica unificada agiliza processo de licenciamento ambiental

Por Willian Cavalcanti/CR-MN

Representantes de diversos órgãos participaram do curso do CR-MN

Representantes de diversos órgãos participaram do curso do CR-MN

Manaus, 04/05/2019 – O Centro Regional de Manaus (CR-MN) sediou, de 22 de abril a 31 de maio, a 7ª reunião do Grupo de Trabalho de Unificação da Base Cartográfica do Estado do Amazonas. O evento foi coordenado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA) e teve a presença do novo gerente do CR-MN, Ricardo Neto Hatherly na cerimônia de encerramento.

Para o chefe da SEMA, Eduardo Taveira, a unificação da base cartográfica dará mais eficiência à gestão do território no Amazonas. “Esse processo nos dará coordenadas geográficas sem erros ou risco de sobreposição com as bases das demais esferas da administração pública, garantindo mais segurança jurídica aos processos”, explicou.

O presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), Juliano Valente, destacou a importância da base cartográfica unificada para agilizar o licenciamento ambiental. “Um dos principais gargalos do licenciamento estadual é a base fundiária. Processos que poderiam levar poucos meses param em divergências de informações. Quando você junta órgãos das três esferas, é possível transversalizar a linguagem, unificar metodologias de inserção de dados e propor um nivelamento conceitual”, informou Valente.

A base cartográfica do estado traz dados de relevo e hidrografia, além de representações fotográficas da superfície terrestre e coordenadas geográficas de regiões.

Com a capacitação de três turmas, o curso foi dividido em dois módulos: um de cartografia básica, ministrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e outro sobre o sistema QGIS nível básico, ministrado pelo 4º Centro de Geoinformação (CGEO) do Exército Brasileiro.

Participaram do curso membros de órgãos de gestão patrimonial e fiscalização ambiental da esfera federal, estadual e municipal, Ministério Público, órgãos de segurança pública e de desenvolvimento agropecuário, entre outros.