Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Comitê Gestor Interministerial da BR-319 se reúne nesta sexta no Sipam

Notícia

Comitê Gestor Interministerial da BR-319 se reúne nesta sexta no Sipam

O Centro Regional do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) em Porto Velho será sede,  nesta sexta-feira (11), às 14h, da 7ª Reunião do Comitê Gestor Interministerial da BR-319, a primeira realizada na Amazônia. O Comitê foi criado pela Portaria Interministerial nº 1, de 19 de março deste ano, e sua existência é uma das exigências do Ibama para a emissão da licença prévia do trecho da rodovia que vai do quilômetro 250 ao 655,7. Em reuniões mensais como esta, é avaliado o andamento dos trabalhos do grupo.

Participam da atividade representantes de órgãos públicos federais e estaduais que integram o comitê, como ICMBio, Ibama, Incra, Sedam, Funai, DNIT, Exército, Polícia Federal e Ministérios do Meio Ambiente, do Desenvolvimento Agrário e dos Transportes. A Casa Civil e o Sipam também integram a equipe.

Para subsidiar a reunião, durante dois dias a comitiva visitou o Projeto de Assentamento Novo Oriente, em Humaitá, e a Comunidade Realidade, além de verificar a situação de trechos das BR 319 e 230. “Queremos conhecer a realidade da rodovia no local para darmos continuidade aos trabalhos em Brasília”, explica Katia Matsumoto Tancon, do Ministério dos Transportes.

Histórico da rodovia

A BR-319 é a única ligação terrestre entre Porto Velho (RO) e Manaus(AM) e possui 870 quilômetros. Ela foi contruída e pavimentada na década de 1970, mas ao longo dos anos sofreu processo de degradação e hoje apresenta pavimento em péssimo estado, além de pontes destruídas, o que impossibilita a passagem em diversos trechos.

Por estar rodeado por unidades de conservação ambiental (11 federais, dez do estado do Amazonas e oito de Rondônia), o trecho entre o Km 250 e o Km 655,7, parte central da rodovia, ainda é motivo de polêmica entre os órgãos públicos e, por enquanto, não pode ser revitalizado. Outras partes já estão concluídas ou em obras. O trecho entre o Km zero, em Manaus, e o Km 177,8, na Travessia do Rio Tupana, encontra-se em boas condições de trafegabilidade. Do rio Tupana ao Km 250 há obras. Já entre o Km 655,7 e o Km 877,4 (Travessia do Rio Madeira), há obras entre Porto Velho e Humaitá.

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone:               (61) 3214 0257         (61) 3214 0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br