Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Chuvas devem diminuir nos próximos meses na Amazônia

Notícia

Chuvas devem diminuir nos próximos meses na Amazônia

{mosimage}Manaus (02/06/2011) - A Divisão de Meteorologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) divulgou, nesta quarta-feira (1), o boletim com o prognóstico climático para o trimestre nos Estados da Amazônia. 

De acordo com as informações do boletim, durante o mês de junho os máximos de chuva (valores acima de 300 mm) concentram-se no Amapá, Roraima e noroeste do estado do Amazonas. Os valores mínimos de chuva (abaixo de 50 mm) concentram-se no sul da região, principalmente nos estados do Acre, Rondônia, Mato Grosso e Tocantins. No meio e final do trimestre (julho e agosto) a estação seca já se estabeleceu nesses estados, com precipitação inferior a 10 mm mensais.

“Em Manaus, durante o mês de junho, ainda deverão ocorrer pancadas de chuva, no entanto a partir de julho as chuvas diminuem consideravelmente”, informou a meteorologista Ana Cleide Bezerra.

 Para o estado de Roraima, noroeste paraense (Baixo Amazonas) e oeste e norte do Amapá são previstas chuvas acima dos padrões climatológicos. Já no centro-sul de Rondônia, oeste e sudoeste do Mato Grosso, e litoral do Maranhão, no final do trimestre as chuvas devem ocorrer abaixo dos padrões. Nas demais áreas da Amazônia a previsão é de normalidade.

 Estação seca no Amazonas

A estação seca é consequência do movimento aparente do Sol, pois a partir de agora encontra-se deslocado para o Hemisfério norte, e os valores máximos de chuva seguem esse movimento, dando início à estação de inverno no Hemisfério sul. Para a região da Amazônia, essa estação é caracterizada pela diminuição das chuvas na porção, central, sul e leste, e aumento das chuvas no extremo noroeste da região, que inclui o noroeste do Amazonas e o estado de Roraima, citado anteriormente. Durante essa estação deverá ocorrer o predomínio de uma massa de ar seco, dificultando a formação de nebulosidade, favorecendo grandes amplitudes de temperatura e a umidade relativa do ar podendo atingir valores abaixo de 30%, principalmente, nos estados de Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, sul do Pará e Maranhão.

 “No estado do Amazonas, as temperaturas devem ficar dentro dos padrões climatológicos, ou seja, a temperatura máxima permanece entre 30-32°C durante os meses de junho e julho, no mês de agosto grande parte do estado passa a apresentar valores entre 32-34°C. A temperatura mínima durante o trimestre varia entre 18-20°C no sudoeste da região (Ipixuna, Eirunepé e Boca do Acre), 20-22°C no noroeste e oeste (Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Fonte Boa) e 22-24°C nas demais áreas do Amazonas, incluindo a capital Manaus).

Texto: Karen Leão
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa
(61) 3312-4070/71