Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Censipam participa do GTC entre Brasil e França

Notícia

Censipam participa do GTC entre Brasil e França

Brasília (18/03/2013) - O diretor-geral do Censipam, Rogério Guedes, participa essa semana (20 a 22), em Paris, do VIII encontro do Grupo de Trabalho Conjunto (GTC) entre Brasil e França. O Censipam passa a integrar o grupo de cooperação entre os dois países em aspectos industriais e tecnológicos nas áreas marítima, terrestre e espacial. A cooperação bilateral também auxiliará no monitoramento de uso e ocupação dos espaços amazônicos.
 
O GTC é formado por representantes dos Ministérios de Defesa dos dois países. O Censipam foi convidado a participar do grupo por estar vinculado ao Ministério da Defesa brasileiro, para apresentar demandas e adquirir conhecimentos na área de pesquisa, desenvolvimento, coleta de dados satelitais e mineração de dados espaciais e de sensoriamento remoto, explica o coordenador-geral de Integração Institucional do Censipam (CGIn), Péricles Cardim. Os insumos tecnológicos espaciais são utilizados para o desenvolvimento da região amazônica. A partir deles é possível mapear regiões e acompanhar os índices de desmatamento e expansão urbana, por exemplo.
 
Referência no uso do sensoriamento remoto para o monitoramento da Amazônia Legal, o Censipam deseja ampliara seus conhecimentos, particularmente no recebimento de dados satelitais. “Pretendemos não apenas obter as imagens, mas conhecer todos os aplicativos para tratamento delas, além da classificação de dados, e conhecimento de outras ferramentas de alto desempenho, que a França tem desenvolvido para facilitar a geração de produtos tecnológicos a partir das imagens”, ressalta Cardim.

A França é desenvolvida tecnologicamente e apresenta estratégias de defesa que interessam ao Brasil. A qualidade de cooperação bilateral entre os países em matéria de defesa implicaram na declaração conjunta, em dezembro de 2012, da presidenta Dilma Rousseff e do presidente da República Francesa, François Hollande, de interesse de manter e aprofundar essa cooperação e de adensar a troca em matéria de doutrina e de organização de defesa, e a busca de autonomia. O Censipam irá prospectar o uso dual das informações satelitais que forem disponibilizadas pela França.

A articulação internacional é fundamental para o intercâmbio de informações, e está previsto no planejamento estratégico do Censipam. As parcerias internacionais estão dividas em duas vertentes: a absorção de conhecimento de países com maior domínio, como no caso da França; e sua disseminação para países com menor conhecimento, que está focado nos países que integram a União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

Assessoria de imprensa do Censipam
61/3214 0257