Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Censipam discute com BID projeto regional para proteção da Amazônia

Notícia

Censipam discute com BID projeto regional para proteção da Amazônia

O projeto foi um dos temas principais de discussão da 3ª Reunião do Grupo de Trabalho Binacional em Matéria de Proteção da Amazônia, em Lima.
Representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) estiveram nesta quarta-feira, 25 de junho, na sede do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) para discutir a criação do Sistema de Informações para o Monitoramento Ambiental da Amazônia. O projeto é uma iniciativa do Brasil e do Peru e foi um dos temas principais de discussão durante a 3ª Reunião do Grupo de Trabalho Binacional em Matéria de Proteção da Amazônia, realizada em Lima, entre os dias nove e 12 de junho deste ano, com técnicos e especialistas brasileiros e peruanos.

O projeto de criação do Sistema de Informações para o Monitoramento Ambiental da Amazônia deverá ter investimentos de aproximadamente US$ 1 milhão. A idéia é obter financiamento para esse projeto por meio do programa Bens Públicos Regionais (BPR) do BID, que conta com US$ 10 milhões anuais a fundo perdido para projetos de desenvolvimento na América Latina e Caribe.

Laura Bocalandro e Rafael Villa, representantes do BID, disseram ao Diretor-Geral do Censipam, Marcelo de Carvalho Lopes, que a criação do sistema de informações para o monitoramento ambiental da Amazônia é uma proposta com plena capacidade de concorrer aos recursos do programa de Bens Públicos Regionais. Laura e Rafael explicaram os detalhes do programa do BID e as próximas etapas que Peru e Brasil devem percorrer para candidatar-se aos recursos do banco.

Será necessário que o projeto conte com a participação de pelo menos mais um país da região, conforme estabelecem regras do BID. Há expectativa, entretanto, que mais países da América amazônica manifestem interesse em participar da ação, disse Marcelo Lopes, destacando a relevância do projeto para a região. O Diretor-Geral do Censipam ressaltou que já há experiência acumulada na realização de projetos transnacionais, como a troca de informações hidrológicas entre a Agência Nacional de Águas (ANA), por parte do Brasil; e o Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Senamhi), do Peru.

A equipe do BID informou que o projeto é submetido a um processo de seleção. Uma vez selecionado, recebe os recursos a fundo perdido. Os países participantes devem oferecer contrapartida, não necessariamente financeira, mas prioritariamente em oferta de técnicos qualificados para a realização do projeto. Os técnicos do BID explicaram que o financiamento destina-se à fase anterior a de investimentos. Ou seja, permite que sejam mensuradas as reais necessidades e as melhores soluções tecnológicas. Dentro dessa perspectiva de trabalho, o projeto de criação do Sistema de Informações para o Monitoramento Ambiental da Amazônia contaria, ainda, com a experiência acumulada pelo Brasil na criação do sistema Sivam/Sipam, iniciado no início dos anos 90.

O programa Bens Públicos Regionais tem como objetivo apoiar os países da região na busca, mediante ação coletiva, de soluções de política pública a desafios e oportunidades. Abrange, exclusivamente, desafios que envolvem diversos países, ou seja, problemas que “ultrapassam fronteiras”. Projetos como o de criação de um Sistema Regional de Políticas para Micro e Pequenas Empresas, desenvolvido conjuntamente pelo Brasil, Argentina e Chile, recebeu apoio do programa Bens Públicos Regionais, de US$ 600 mil.

{mosimage}

Ascom/Censipam