Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Censipam assina convênio com Governo do Estado de Rondônia

Notícia

Censipam assina convênio com Governo do Estado de Rondônia

O governador Ivo Cassol assinou na tarde da última quarta-feira (09/05) convênio de cooperação técnica com o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam),  representado pelo seu Diretor-Geral, Marcelo de Carvalho Lopes.
Com a assinatura fica efetivada a participação do governo do estado no intercâmbio de informações que o sistema Sipam, de vigilância da Amazônia, dispõe através de imagens aerofotografadas.

O Censipam é um órgão da Casa Civil da Presidência da República que atua sobre toda a Amazônia Legal Brasileira, com atividades diversas, como apoio no combate ao desmatamento ilegal e controle de ilícitos. Trabalha também com o fornecimento de soluções de telecomunicações em áreas remotas, estudos que subsidiam a proteção do solo, dos recursos hídricos e do meio ambiente.

“Estamos preocupados com a vigilância de nosso estado para coibir as ações criminosas, principalmente nas áreas de fronteira. Outra região que precisa ser melhor vigiada pelo governo federal é a reserva dos índios Cinta Larga, em Espigão D’Oeste. Nós já denunciamos e pedimos providências, mas nada foi feito”, declarou o governador, durante a solenidade de assinatura.

De acordo com o convênio, o Governo do Estado fornecerá recursos e infra-estrutura para as instalações, e terá a disposição as informações que desejar para efetivar os projetos e coletar dados para acompanhar a evolução das áreas eventualmente desmatadas, mapeamento geológico para construção de rodovias e pontes, além de levantamento das áreas agrícolas e pecuárias, por exemplo.

Durante a assinatura, acompanhada pelo diretor do Banco Mundial, John Briscoe, e pelo Secretário do Planejamento, João Carlos Ribeiro, o governador Ivo Cassol declarou que a preservação do meio-ambiente sempre norteará os investimentos do estado: “o desenvolvimento sustentável é perfeitamente possível, e esta parceria irá nos ajudar ainda mais. Só para citar o exemplo das hidroelétricas do Madeira, a engenharia dispõe de várias alternativas para não prejudicar a fauna, como construir eclusas, escadas para a piracema e o repovoamento das espécies ameaçadas com alevinos, o que já é feito nas usinas modernas”, finalizou.

Fonte: Governo de Rondônia