Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Ações de proteção da Amazônia são apresentadas ao comandante da Força Aérea Britânica

Notícia

Ações de proteção da Amazônia são apresentadas ao comandante da Força Aérea Britânica

Cmte da RAF Glenn Tropy e Diretor-Geral Rogério GuedesConhecer as atividades, instalações, tecnologias e estratégias que o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) utiliza na proteção da Amazônia foram os objetivos da visita do comandante da Real Força Aérea Britânica, Glenn Torpy, ocorrida nesta segunda-feira (16), em Brasília. Acompanhado da comitiva e de militares brasileiros, Sir Glenn Torpy conheceu as coordenações do Sipam, nas quais foram apresentados alguns dos sistemas utilizado na execução das atividades.Os oficiais do Reino Unido assistiram a um vídeo e uma apresentação sintética sobre a missão e os objetivos do Sipam. Para o próximo mês, estão previstas também as visitas de comitivas do Canadá e do Qatar.

Sir Torpy fez diversas perguntas sobre os resultados alcançados pelo Sipam e mostrou-se bastante interessado em questões relacionadas ao combate de crimes ambientais. O militar britânico pediu informações sobre as maiores ameaças que a Amazônia sofre e os principais desafios que o governo brasileiro enfrenta. O diretor-geral do Sipam, Rogério Guedes, respondeu que são vários, mas os mais graves estão relacionados às atividades ilícitas, como o narcotráfico, o desmatamento e a biopirataria.

Contudo, Guedes destacou que os esforços do governo brasileiro têm reduzido o ritmo de devastação da floresta. Outro resultado prático está na diminuição no número de aeronaves ilegais que transitam pela Amazônia. O órgão também está presente interligando locais remotos da Região, ajudando na comunicação dos postos de fronteira, que passam a ter acesso on-line a diversos cadastros de inteligência, como a lista de foragidos da Justiça. O diretor-geral explicou que o Sipam é um órgão intermediário, que subsidia diversas instituições brasileiras. Guedes esclareceu que “as informações são geradas e repassadas ao órgão responsável pela ação de combate ao ilícito. Se for desmatamento, informamos ao Ibama e à Polícia Florestal. Se for tráfico de drogas, acionamos a Polícia Federal. Se identificarmos tráfego aéreo irregular, informamos a Aeronáutica. Nas situações que envolvem mais de um órgão, as ações são integradas. Em todos os casos, produzimos informações para auxiliar na proteção de toda a Região”.

Depois da apresentação, a comitiva inglesa visitou a coordenação de inteligência, que apóia o trabalho das forças brasileiras de segurança. Foram apresentados alguns exemplos de operações de localização de pistas clandestinas, mapas de identificação e controle dos municípios mais desmatados do país, bem como fotos de equipamentos e aeronaves utilizadas nesta atividade. Além dos gestores do Sipam, participaram do encontro o brigadeiro Marco Antônio Kling e o coronel Marelígio de Santis Roque, da Força Aérea Brasileira.

Assessoria de Comunicação Social do Sipam
Telefone: (61) 3214-0257
e-mail: comunicacaosocial@sipam.gov.br