Você está aqui: Página Inicial / Ministro da Defesa confere ações da Operação Verde Brasil em Rondônia

Notícia

Ministro da Defesa confere ações da Operação Verde Brasil em Rondônia

Ministrou visitou o Centro Regional do Censipam em Porto Velho

Por Lane Barreto/MD

Ministro da Defesa recebe briefing no CR-PV

Ministro da Defesa recebe briefing no CR-PV

Porto Velho (RO), 30/08/2019 – O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhou o andamento das atividades realizadas no âmbito da Operação Verde Brasil, em Rondônia, na manhã desta sexta-feira (30).

A ação vem sendo desenvolvida pelas Forças Armadas em parceria com instituições e órgãos de Segurança Pública e Fiscalização, como Força Nacional, Corpo de Bombeiros Militares, equipes de prevenção e combate à incêndios do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Polícia Militar Ambiental e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

A autorização do emprego das Forças Armadas no combate aos focos de incêndio na Amazônia ocorreu por meio de decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

Após verificar o sistema de monitoramento de satélites e conhecer atividades técnicas e operacionais desenvolvidas no Centro Regional de Porto Velho (CR-PV), unidade do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), o ministro e comitiva sobrevoaram a Floresta Nacional do Jacundá (RO), uma das áreas de atuação das Forças Armadas e dos órgãos governamentais.

O titular da pasta da Defesa estava acompanhado do Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho, do Secretário-Geral do Ministério da Defesa (MD), Almirante de Esquadra Almir Garnier, do Comandante Militar da Amazônia, General de Exército César Augusto Nardi, do Diretor-geral do Censipam, Major-Brigadeiro da Reserva José Hugo Volkmer, do Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, General Luciano Batista de Lima, entre outras autoridades.

No início da tarde, o Ministro Fernando Azevedo atendeu aos profissionais de comunicação em coletiva de imprensa realizada na Ala 6 (Base Aérea) de Porto Velho. Por meio de imagens do sistema de monitoramento de satélites do Censipam, mostrou a diminuição de alertas de focos de calor naquela região da quarta-feira (28) até hoje.

“Saio daqui feliz com que vi, com o planejamento em Brasília, estamos indo muito bem com as ações, foi uma resposta rápida das Forças Armadas e das outras agências que integram esse esforço”, declarou Fernando Azevedo.

A Operação Verde Brasil, força-tarefa de ações integradas entre Forças Armadas e órgãos governamentais, até o momento, conta com um efetivo de mais de 4.500 pessoas, cerca de 250 viaturas e 11 aeronaves.

Na segunda-feira (02), tem início viagem de um grupo de Ministros, incluindo o da Defesa, para se reunir com governadores da região Norte. A primeira reunião ocorre em Belém (PA), e outra em Manaus, na terça-feira (03).

Ajuda internacional
Em resposta aos jornalistas, o Brigadeiro Botelho confirmou que Chile, Equador, Estados Unidos e Israel ofereceram apoio ao Brasil.

O Chile ofertou o envio de duas aeronaves com capacidade de transportar três mil litros de água; o Equador, 30 especialistas em combate a incêndios florestais; os Estados Unidos, duas aeronaves preparadas para atuar em áreas de incêndio e um avião para transporte de pessoal com capacidade de 70 pessoas; e Israel, 100 m³ de agente químico retardante de chamas para combate a queimadas.

Foi explicado pelo Brigadeiro Botelho que ainda será necessário identificar e planejar como será usada a ajuda. Ele informou ainda que as tratativas estão mais adiantadas com o Chile. “Mais efetivo, no momento, é o Chile que nós já demandamos que vamos requerer as duas aeronaves ofertadas”, ressaltou.

Proteção da Amazônia
Vinculado à estrutura do Ministério da Defesa, o Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) é o órgão do MD responsável pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

O Censipam atua nas áreas de inteligência, banco de dados, proteção ambiental, sensoriamento remoto, infraestrutura tecnológica e meteorologia.

As atividades técnicas e operacionais do Sipam estão centralizadas nos Centros Regionais instalados em Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Belém (PA). A coordenação geral do sistema ocorre em Brasília, no Censipam, local, são realizados o planejamento, a coordenação das ações e a sistematização e a difusão das informações produzidas pelo Sipam. O Censipam gerencia as ações dos centros localizados em Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Belém (PA).

O Sipam é um sistema de coleta, processamento e difusão de informações sobre a região amazônica. Utiliza infraestrutura tecnológica composta por sistemas integrados de sensoriamento remoto, radares, estações meteorológicas e plataformas de coleta de dados instaladas na região amazônica.

O sistema produz imagens em alta resolução que mapeiam as alterações na cobertura florestal em quaisquer condições meteorológicas. Também fornece terminais de comunicação que possibilitam comunicação de voz e dados diretamente via satélite.

Texto e fotos: Ministério da Defesa