Você está aqui: Página Inicial / Matérias publicadas 2020 / Censipam e ICMBio reforçam parceria para monitoramento de áreas de conservação ambiental

Notícia

Censipam e ICMBio reforçam parceria para monitoramento de áreas de conservação ambiental

Censipam planeja a contratação de satélites com radar de abertura sintética para monitoramento da Amazônia

Por Willian Cavalcanti

Diretores do ICMBio conhecem projetos do Censipam

Diretores do ICMBio conhecem projetos do Censipam

Brasília, 21/01/2020 – Com o objetivo de aperfeiçoar o monitoramento de áreas de conservação ambiental, representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) conheceram o trabalho realizado pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), nesta terça-feira (21/1), em Brasília (DF).

O diretor-geral do Censipam, José Hugo Volkmer, apresentou aos dirigentes do ICMBio os projetos estratégicos desenvolvidos para o monitoramento ambiental e territorial da Amazônia. Entre as ferramentas está o uso de satélites com radar de abertura sintética (SAR).

“A tecnologia SAR é capaz de fazer imagens do terreno mesmo com tempo nublado. Na Amazônia, que fica debaixo de nuvens a maior parte do ano, o satélite SAR é muito mais eficiente do que o ótico para captar o desmatamento”, explicou Volkmer.

Segundo o diretor-geral do Censipam, a intenção é adquirir uma constelação de satélites. “Estamos planejando a contratação de uma constelação de microssatélites SAR para aperfeiçoar o monitoramento da Amazônia e também de outras regiões do país. As imagens captadas estarão à disposição do ICMBio e de outros órgãos de proteção ambiental”, disse Volkmer.

Segundo o presidente do ICMBio, Homero Cerqueira, é preciso melhorar a fiscalização e a regularização fundiária da região. “O arco do desmatamento está cada vez mais próximo às áreas de conservação. Buscamos parcerias, porque sozinho é muito difícil proteger uma área tão grande”, afirmou o presidente do ICMBio.

Nos próximos dias serão realizadas reuniões técnicas para detalhamento da cooperação entre as instituições em ações de combate a crimes na Amazônia.