Você está aqui: Página Inicial / Matérias publicadas 2020 / Ações da Operação Verde Brasil 2 têm medidas de segurança contra a COVID-19

Notícia

Ações da Operação Verde Brasil 2 têm medidas de segurança contra a COVID-19

Militares envolvidos na Operação Verde Brasil 2 também adotam medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus durante atividades

Por Ministério da Defesa

Forças Armadas e órgãos ambientais atuam na operação

Forças Armadas e órgãos ambientais atuam na operação

Brasília (DF), 27/05/2020 - Em ação para reprimir delitos ambientais desde 11 de maio, militares envolvidos na Operação Verde Brasil 2 também adotam medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus durante suas atividades. O Comando Conjunto Barão de Melgaço, que lidera as Organizações Militares do Mato Grosso, realizou na terça-feira (26) ações de desinfecções no Hospital Paulo Alemão e no Ginásio de Esportes do munícipio de Água Boa, e no Hospital Cristo Reis e na Escola Municipal Maria do Socorro Luz Reis Leite, em Ribeirão Cascalheira.

Também em Mato Grosso, militares do 44º Batalhão de Infantaria Motorizado participaram de operações interagências, partindo de Sinop para atuarem no município de Feliz Natal, a cerca de 260 km do Parque do Xingu. A atividade envolveu fiscalização de madeireiras e cargas de veículos nos postos de bloqueio e controle de estradas. Houve ação social com a distribuição de panfletos informativos sobre os cuidados durante a pandemia do novo coronavírus e a revista Recrutinha, do Exército, para o público infantil.

Nos eixos Leste da BR-070 e Norte da BR-158, militares e agentes vistoriaram 119 veículos em Barra do Garças, Nova Xavantina, Água Boa, Ribeirão Cascalheira e Bom Jesus do Araguaia. Uma arma de fogo ilegal foi apreendida.

O Comando Conjunto Príncipe da Beira, que atua nos Estados do Acre, Amazonas e Rondônia, desencadeou, nesta madrugada (27), operação na região da Ponta do Abunã. Militares do Exército e agentes da Polícia Federal realizaram ação surpresa de helicóptero, enquanto comboios partiram das capitais de Rondônia e Acre para montar bases de operações em Extrema e Nova Califórnia, ambas em Rondônia.

Participam desta operação mais de 300 militares do Exército, da Aeronáutica, da Polícia Militar de Rondônia e da Força Nacional, além de cerca de 150 agentes das polícias Federal, Rodoviária, do Ibama, do ICMBio, da Funai e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental de Rondônia.

Já no Pará, o Comando Conjunto Marechal Soares de Andrea prestou apoio logístico e de segurança a agências envolvidas na Operação, realizou Inspeção Naval na malha fluvial do Estado e cumpriu missão de Reconhecimento Aéreo para validar pontos de desmatamento a bordo de uma aeronave C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira.

Resultados
Até o momento, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram inspeção naval em 566 embarcações, das quais 35 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas, vistoriaram quase 2,2 mil veículos, retendo 47 caminhões por irregularidades. Quase 6,4 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foram confiscados e apreendidos 23 maquinários pesados utilizados em atividades extrativistas, como tratores de esteira, escavadeiras e máquinas agrícolas.

Entre delitos não relacionados a crimes ambientais, os militares apreenderam 206 quilos de pasta base de cocaína e 123 quilos de maconha. Até o momento, 29 pessoas foram presas e 102 multas e termos de infração foram aplicados, totalizando R$ 16 milhões.