Você está aqui: Página Inicial / Comitiva diplomática conhece ações e projetos do Censipam em Manaus

Notícia

Comitiva diplomática conhece ações e projetos do Censipam em Manaus

Embaixadores conheceram como o Censipam utiliza satélites e outras ferramentas para monitorar crimes ambientais na Amazônia

Fotógrafo/ Vice-Presidência da República

Fotógrafo/ Vice-Presidência da República

Manaus, 05/11/2020 – Uma comitiva diplomática conheceu, nesta quarta-feira (4/11), em Manaus (AM), o trabalho desenvolvido pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) para monitoramento dos crimes ambientais na região.

Liderada pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, os embaixadores conheceram ações como o Grupo Integrado para Proteção da Amazônia (Gipam), que reúne no Censipam dez instituições governamentais para integração de dados e informações visando otimizar o trabalho das equipes de campo no combate a crimes ambientais na Amazônia.

“A qualidade do trabalho executado no Gipam é um exemplo do potencial das ações conjuntas dos órgãos do governo. O Censipam é uma ferramenta do Estado brasileiro criada justamente pela consciência de necessidade de proteção da região amazônica”, afirmou o diretor-geral do Censipam, Rafael Costa, aos embaixadores.

A comitiva também conheceu o SipamSAR, que utiliza sensor de radar de abertura sintética (SAR) a bordo de satélites para monitorar o desmatamento. Especialistas do Centro Regional do Censipam em Manaus (CR-MN) mostraram que o radar é capaz de monitorar o terreno mesmo que ele esteja sob as nuvens.

“A estação de chuvas mais fortes na Amazônia dura cerca de oito meses. Nesse período, os satélites óticos não conseguem obter imagens do terreno. A melhor ferramenta para a região são os satélites radar utilizados pelo Censipam”, explicou o analista do CR-MN, Jorge Alberto Costa.

Durante três dias, embaixadores, ministros de estado e chefes de instituições públicas irão conhecer de perto as ações implementadas pelo governo brasileiro para o combate a crimes ambientais. Também serão apresentados projetos que buscam o desenvolvimento sustentável da região.

“Em nome do grupo, queria agradecer pela apresentação do Censipam, que tínhamos muita expectativa em acompanhar. Os organismos internacionais estão à disposição do Brasil para que vocês possam conseguir alcançar seus objetivos. Vejo que estamos trabalhando na mesma direção”, disse o embaixador da Alemanha, Heiko Thoms.

 “O monitoramento territorial e ambiental realizado pelos órgãos governamentais mostra que o Brasil tem consciência da situação e que ações efetivas estão sendo tomadas para a proteção do patrimônio ambiental brasileiro”, completou o diretor-geral do Censipam.

Participaram da visita embaixadores da África do Sul, Alemanha, Canadá, Colômbia, Espanha, França, Portugal, Reino Unido, Peru, Suécia, Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) e da União Europeia; além dos ministros do Meio Ambiente, Agricultura e Gabinete de Segurança Institucional.