Você está aqui: Página Inicial / Censipam recebe medalha Barão de Mauá

Notícia

Censipam recebe medalha Barão de Mauá

Criada pelo MDIC, a condecoração homenageia aqueles que contribuíram para o desenvolvimento do setor produtivo brasileiro

Por Willian Cavalcanti

Diretor-geral recebe medalha Barão de Mauá

Diretor-geral recebe medalha Barão de Mauá

Brasília, 12/12/2018 - O diretor-geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Rogério Guedes, foi condecorado nesta quarta-feira (12/12), no Palácio do Planalto, com a medalha Ordem Nacional Barão de Mauá, na classe Comendador.

O diretor-geral recebeu a honraria das mãos do ministro de Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge, e do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab. O presidente da República, Michel Temer, recebeu a medalha de Grão-Mestre da Ordem.

Criada por iniciativa do MDIC, a condecoração reconhece personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do setor produtivo brasileiro. Este ano a medalha foi entregue a 59 pessoas, entre gestores públicos e empresários.

Também foram homenageados com a insígnia o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna; o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho; o secretário-geral, brigadeiro Carlos Augusto Amaral Oliveira; o chefe de Assuntos Estratégicos, almirante Cláudio Portugal de Viveiros; o comandante da Escola Superior de Guerra, general Décio Luís Schons; o chefe de Logística e Mobilização, general Laerte de Souza Santos; o chefe de Operações Conjuntas, brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior; o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, brigadeiro Ricardo Machado Vieira; e o secretário de Orçamento e Organização Institucional, Franselmo Araújo Costa.

Ordem Nacional Barão de Mauá
O gaúcho Irineu Evangelista de Sousa recebeu o título de “Barão de Mauá” do imperador Dom Pedro II em 1854, por ter sido pioneiro da industrialização brasileira. Aos 32 anos, convencido de que o Brasil deveria trilhar esse caminho, construiu um estaleiro e deu início à indústria naval brasileira. Criou a Companhia Fluminense de Transportes, a Companhia de Navegação a Vapor do rio Amazonas, a Companhia de Iluminação a gás do Rio de Janeiro e a primeira estrada de ferro da América do Sul.

A condecoração é regida pelo Decreto 9.549/2018. O objetivo da medalha é condecorar personalidades nacionais e estrangeiras que tenham prestado relevantes contribuições à indústria, ao comércio exterior e aos serviços do país.

Com informações e fotos de: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Ministério da Defesa e Força Aérea Brasileira (Washington Costa, Sargento Manfrim e Cabo Feitosa)