Você está aqui: Página Inicial / Censipam realiza evento Pré-Seca em Porto Velho

Notícia

Censipam realiza evento Pré-Seca em Porto Velho

Objetivo é discutir a cooperação para prevenção e combate às queimadas no período de estiagem na Amazônia Ocidental

Por Willian Cavalcanti/CR-PV

Vinte e oito instituições conheceram avanços no monitoramento e mitigação da estação seca na região

Vinte e oito instituições conheceram avanços no monitoramento e mitigação da estação seca na região

Porto Velho, 10/06/2019 - O Centro Regional de Porto Velho (CR-PV) realizou, na quinta-feira (6/6), reunião com instituições que atuam na área ambiental nos estados do Acre, Mato Grosso e Rondônia. Chamada de Pré-Seca, a oficina de trabalho tem como objetivo discutir a cooperação para prevenção e combate às queimadas no período de estiagem na Amazônia Ocidental.

O evento contou com a presença de 28 instituições públicas federais, estaduais e municipais, que puderam conhecer e apresentar os avanços no monitoramento e mitigação dos efeitos da estação seca na região.

O prognóstico climático para o período de estiagem de 2019 foi apresentado pelo meteorologista do Censipam, Marcelo Gama. De acordo com as previsões para os meses de junho, julho e agosto de 2019, as chuvas foram de normal a seco em grande parte do sul da Amazônia. Há risco de os principais rios da região entrarem mais cedo em cotas de alerta de vazante no decorrer desse trimestre.

De acordo com simulações dos principais centros meteorológicos internacionais, a temperatura deverá sofrer alterações em relação a anos anteriores. Os modelos apontam para dias mais quentes, com temperatura acima da média no Norte e Nordeste do Mato Grosso, e próximo aos valores médios climatológicos no Acre, Rondônia e nas demais regiões do Mato Grosso.

O panorama geral da evolução das queimadas, desde 2015, foi apresentado pelo analista do Censipam, Thiago Martarole. Verificou-se que Rondônia ainda é o Estado que mais queima proporcionalmente à sua extensão territorial. Em termos absolutos, o município de Porto Velho tem o maior número de ocorrências. O Acre apresentou aumento gradual nos últimos sete anos, chegando ao ápice em 2017. Em 2019 o cenário se repetiu. Dentre os 22 municípios que compõem o estado, dez estão acima dessa média.

No sentido de colaborar com o combate às queimadas ilegais, o Censipam oferece aos parceiros a emissão de alertas de focos de calor em tempo quase-real, por meio do monitoramento por satélite. O sistema envia por e-mail para os parceiros cadastrados as anomalias térmicas detectadas pelos satélites.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) apresentou estudos desenvolvidos na Unidade de Conservação (UC) “Campos Amazônicos”. A UC realiza queimadas controladas com o intuito de formar cicatrizes que impeçam o avanço de queimadas acidentais na época seca.

O Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia apresentou resultado de pesquisa que avalia a utilização do jato de água eletromagnetizado por um campo elétrico. O estudo demonstrou que a fuligem e a fumaça atraem a água, reduzindo o consumo de água durante o combate aos incêndios.

Outra preocupação típica da época de estiagem é a situação das vazantes e níveis mínimos dos rios. O Serviço Geológico do Brasil (CPRM), representado pelo engenheiro Herculys Pessoa e Castro, apresentou a situação atual dos níveis dos rios das bacias de Rondônia e Acre.

Ao final, a chefe do setor Operacional do CR-PV, Ana Cristina Strava, apresentou os prognósticos de vazante para os principais rios que afetam mananciais de abastecimento de Rondônia e Acre.


ACESSE AS APRESENTAÇÕES

Censipam - Prognóstico de Vazante - Ana Cristina Strava

Censipam - Relatório de Focos de Calor - Thiago Martarole

CPRM - Monitoramento de Variáveis Hidrológicas - Hérculys Pessoa e Castro

ICMBio - Manejo Integrado de Fogo - Bruno Contursi


Bombeiros - Plano de Operações de Incêndios Florestais

Defesa Civil - Plano Estadual de Queimadas e Incêndios Florestais


SEDAM - Monitoramento da Anomalia de Precipitação


SEMA - Programa Porto Velho Sem Fogo - Brigada Municipal