Você está aqui: Página Inicial / Censipam passa por auditoria interna do Ministério da Defesa

Notícia

Censipam passa por auditoria interna do Ministério da Defesa

Projeto Amazônia SAR foi escolhido com base em critérios de materialidade, relevância e criticidade

Por Willian Cavalcanti

Censipam passa por auditoria interna do Ministério da Defesa

Censipam passa por auditoria interna do Ministério da Defesa

Brasília, 21/08/2019 – Uma equipe da Secretaria de Controle Interno do Ministério da Defesa (Ciset) iniciou, nesta terça-feira (20/8), processo de auditoria interna do projeto Amazônia SAR, conduzido pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam). Liderada pelo secretário de controle interno do MD, Paulo Grazziotin, a equipe conheceu ações desenvolvidas pela diretoria do Censipam para aperfeiçoar a gestão e o controle do órgão.

O diretor-geral do Censipam, José Hugo Volkmer, apresentou ações empreendidas visando à conformidade da administração, o melhor gasto dos recursos públicos e o aumento da eficiência na condução de tarefas. Entre as medidas estão a revisão e acompanhamento de contratos, o mapeamento e o redesenho de processos.

Foco da auditoria da Ciset, o projeto Amazônia SAR foi detalhado pelo diretor de produtos do Censipam, Péricles Cardim, que apresentou a origem do projeto Amazônia SAR e as tratativas para aprovação da iniciativa, que teve parecer positivo do Ministério do Meio Ambiente. O projeto tem como objetivo implantar o sistema SipamSAR, que utiliza radar de abertura sintética (do inglês syntetic aperture radar: SAR) para realizar o monitoramento territorial e ambiental da Amazônia.

O projeto Amazônia SAR é financiado com recursos doados pelo Fundo Amazônia. O fundo é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que realiza auditorias periódicas no projeto. O Amazônia SAR também passou por visita técnica da Embaixada da Noruega, principal doadora do Fundo Amazônia.

“Vocês estão tomando medidas muito importantes, como o mapeamento de processos e criação de uma segunda linha de defesa, fortalecendo a ‘compliance’ e o planejamento de longo prazo”, disse o secretário de controle interno do MD.

O projeto Amazônia SAR foi escolhido com base em critérios de materialidade, relevância e criticidade. A auditoria está dentro de um cronograma da Ciset que também irá inspecionar outros órgãos do Ministério da Defesa.