Você está aqui: Página Inicial / Censipam participa de seminário sobre segurança portuária em Belém

Notícia

Censipam participa de seminário sobre segurança portuária em Belém

Promovido pela Conportos, o seminário reuniu representantes da área de segurança marítima e fluvial

Por Willian Cavalcanti/CR-BE

Representantes de diversos órgãos civis e governamentais participaram do seminário

Representantes de diversos órgãos civis e governamentais participaram do seminário

Belém, 20/09/2018 – O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) participou, de 17 a 19 de setembro, do II Seminário Regional de Segurança Pública Portuária em Portos e Vias Navegáveis, em Belém (PA). O evento foi promovido pela Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos), órgão subordinado ao Ministério da Segurança Pública e vinculado à Polícia Federal (PF). 

“É crescente o uso do modal aquaviário para realização de condutas criminosas. Isso impõe aos órgãos de segurança pública a redefinição de suas estratégias de atuação e capacitação, sob pena de perda de eficiência na prevenção e combate à ação do crime organizado”, afirma Marcelo João da Silva, presidente da Conportos.

A proposta do seminário foi promover o encontro de autoridades governamentais e entes privados para discutir problemas, fomentar a troca de experiências e construir soluções para os desafios de segurança pública em portos e vias navegáveis, sobretudo na região Norte.

“Este seminário é uma oportunidade dos órgão estatais, sejam federais ou estaduais, reafirmarem a atuação de modo integrado nos complexos portuários e vias navegáveis. O Censipam é um parceiro da Conportos neste trabalho”, afirma o diretor-geral do Censipam, Rogério Guedes Soares.

Participaram do seminário representantes de órgãos civis e de segurança pública federais e estaduais, entre eles o Ministério dos Transportes, Portos e Viação Civil, a Companhia Docas do Pará, a Marinha do Brasil, a Força Aérea Brasileira, a Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública do Pará.