Você está aqui: Página Inicial / Censipam e Polícia Federal buscam concretizar novos projetos

Notícia

Censipam e Polícia Federal buscam concretizar novos projetos

A intenção é realizar novas parcerias para o combate ao crime organizado, principalmente na Amazônia

Por Willian Cavalcanti

Brasília, 12/09/2018 – A diretora-executiva da Polícia Federal (PF), Silvana Helena Borges, conheceu, nesta quarta-feira (12/9), os principais projetos e sistemas conduzidos pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) no desenvolvimento da região amazônica. A intenção é aperfeiçoar mecanismos de cooperação entre as instituições para combate ao crime organizado. Também participaram da visita o presidente da Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos), Marcelo João da Silva, o Secretário-Executivo da Conportos, Jonathan Luiz Wöhlke, e o chefe do Comando de Operações Táticas (COT), Marcos Ferreira dos Santos.

Os representantes da Polícia Federal conheceram o conceito operacional do Censipam, que busca a integração de dados para geração de produtos nas áreas de inteligência, monitoramento ambiental e territorial. Rogério Guedes, diretor-geral do Censipam, apresentou as diversas fontes de informação do Censipam, com o uso de aeronaves, radares, antenas e equipamentos de inteligência.

O diretor explicou que o Censipam possui sistemas de localização de garimpo ilegal e de pistas clandestinas que podem auxiliar a PF no combate ao crime na Amazônia. A comitiva conheceu a aplicação das estações terrestres de comunicação via satélite (VSAT) e testaram as aplicações do sistema ADS-80 no mapeamento territorial e ações de inteligência.

“As ferramentas do Censipam podem ser utilizadas em diversas vertentes. O SipamSAR, por exemplo, também pode ser utilizado para observação de áreas de interesse no combate a ilícitos”, afirmou Guedes.

O diretor-geral apresentou a necessidade de criação do Centro Integrado de Combate ao Crime Organizado com Ênfase no Narcotráfico (CICCON), que busca a parceria de vários órgãos do Estado. Guedes reforçou a importância do uso da tecnologia para integração de informações no combate ao crime organizado, que vem se especializando a cada dia. “É necessário recrutar pessoas, padronizar treinamentos e aplicar tecnologias disponíveis. A intenção é que, por meio do CICCON, o Censipam consiga estruturar processos a partir de diversas fontes, com a integração de metodologias e conhecimentos”, explicou Guedes.

A diretora-executiva da PF demonstrou interesse no uso dos sistemas de imagem e de comunicação, com as antenas VSAT. “A Conportos desenvolve um trabalho para estruturar e manter o sistema funcionando de acordo com regras internacionais. Nesse sentido, acredito que, com a ajuda do Censipam, poderemos desenvolver várias frentes de trabalho”, disse Silvana.

O Censipam e a Polícia Federal já desenvolvem trabalhos em parceria. O Censipam tem realizado a checagem de áreas de interesse da PF. A intenção é expandir essa atuação para outros projetos. Deverão ser apresentados projetos para análise de possíveis parcerias, que devem incluir o acesso a banco de mapas e o uso de redes de comunicação e internet do Censipam em operações da PF.

“A região Norte é uma preocupação muito grande. Pela dimensão, é difícil manter a permanência na área. Com os meios adequados, conseguiremos fazer o trabalho de forma mais eficiente. São diversas áreas de atuação que acredito que o Censipam possa nos ajudar. Temos muito para fazer juntos”, afirmou a diretora-executiva da PF.