Você está aqui: Página Inicial / Censipam desenvolve ferramenta para monitoramento de queimadas na Amazônia

Notícia

Censipam desenvolve ferramenta para monitoramento de queimadas na Amazônia

Especialistas em análise de dados e imagens de satélites desenvolvem metodologia para monitoramento de queimadas e apoio a ações de agentes do PrevFogo

Representantes do PrevFogo discutiram metodologia no Censipam

Representantes do PrevFogo discutiram metodologia no Censipam

Brasília, 10/07/2020 – Especialistas de dez órgãos e agências federais desenvolvem, a partir do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), uma metodologia para monitoramento de queimadas na Amazônia Legal. O objetivo é apoiar as ações do Centro Nacional de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (PrevFogo) do Ibama.

Os representantes de agências, órgãos de segurança pública e de fiscalização ambiental reunidos no Censipam definiram com representantes do PrevFogo critérios para elaboração de relatórios que facilitem a atuação das equipes de campo.

Por meio do cruzamento de dados cartográficos e imagens de satélites, o relatório oferecerá um mapeamento preciso das áreas de maior risco. Para isso, são analisados critérios como condições climáticas, vegetação e uso e ocupação do solo.

“Um dos principais critérios é se as queimadas estão ocorrendo em regiões próximas a áreas de conservação e terras indígenas. Não podemos deixar que o fogo atinja, principalmente, as áreas protegidas por lei”, explicou Gabriel Zacharias, coordenador do PrevFogo.

Além de servidores do Censipam, a equipe conta com representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Agência Nacional de Mineração (ANM), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Fundação Nacional do Índio (Funai), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Serviço Florestal Brasileiro (SFB).