Você está aqui: Página Inicial / Censipam busca acordo com UnB para pesquisas sobre desenvolvimento sustentável na Amazônia

Notícia

Censipam busca acordo com UnB para pesquisas sobre desenvolvimento sustentável na Amazônia

Censipam deverá financiar bolsas de especialização, mestrado e doutorado voltados à proteção e desenvolvimento da região amazônica

Por Willian Cavalcanti

Membros do Censipam se reuniram com representante da UnB para buscar parceria

Membros do Censipam se reuniram com representante da UnB para buscar parceria

Brasília, 19/11/2019 – O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e a Universidade de Brasília (UnB) realizaram, nesta terça-feira (19/11), reunião com o objetivo de fomentar projetos de pesquisas visando ao desenvolvimento sustentável da Amazônia.

A intenção é firmar um Termo de Execução Descentralizada (TED) entre Censipam e UnB para financiamento de bolsas de especialização, mestrado e doutorado voltados à proteção e desenvolvimento da região amazônica.

O professor do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, Antonio Brasil Júnior, explicou a representantes das áreas administrativa, técnica e de produtos do Censipam possíveis caminhos para firmar a parceria entre as instituições.

A intenção do diretor-geral do Censipam, José Hugo Volkmer, é desenvolver projetos que capacitem os recursos humanos do órgão e também busque soluções alinhadas ao desenvolvimento sustentável da região. “Queremos capacitar nossos servidores e também fomentar projetos alinhados com os nossos objetivos estratégicos de crescimento da região”, afirmou o diretor-geral.

Outro objetivo é a disponibilização das informações produzidas pelo Censipam aos pesquisadores da UnB. “Nós temos uma grande quantidade de dados captados pelos nossos sensores e antenas. Essas informações poderão ser utilizadas pelos pesquisadores em diversos projetos com foco no progresso da Amazônia”, afirmou Volkmer.

O acordo deverá capacitar servidores das unidades do Censipam no Centro de Coordenação Geral, em Brasília, e nos Centros Regionais de Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Belém (PA).