Você está aqui: Página Inicial / Censipam apoia operação de combate a incêndios no Pantanal

Notícia

Censipam apoia operação de combate a incêndios no Pantanal

Centros regionais do Censipam analisam informações sobre focos de calor e emitem relatórios sobre áreas prioritárias para combate aos incêndios

Meteorologistas e especialistas em sensoriamento remoto analisam informações sobre os focos de calor

Meteorologistas e especialistas em sensoriamento remoto analisam informações sobre os focos de calor

Brasília, 05/08/2020 – Analistas do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) em Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Belém (PA) apoiam as Forças Armadas e brigadistas no combate aos incêndios no Pantanal, no Mato Grosso do Sul (MS).

Meteorologistas e especialistas em sensoriamento remoto analisam informações sobre os focos de calor e fazem o cruzamento com dados meteorológicos e imagens de satélites para emitir relatórios diários que apontam os locais de atuação.

Sediados nos Centros Regionais do Censipam, os analistas têm aperfeiçoado a metodologia para indicar áreas prioritárias, de modo a aumentar a eficiência das equipes da Marinha, Exército, Força Aérea Brasileira, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental e do Prevfogo do Ibama.

“Para indicação dos alvos prioritários de queimadas, levamos em consideração a persistência dos focos de calor, o número de dias sem chuva na região e a previsão de chuva para as próximas 24 horas”, explica o analista do Censipam em Belém, Flávio Altieri.

Para a coordenação da operação no Pantanal, o Ministério da Defesa estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, na cidade de Ladário (MS).

Além dos helicópteros da Marinha e do Exército, a FAB emprega um avião C-130 Hércules munido com o sistema de combate a incêndio “Modular Airborne Fire Fighting System” (MAFFS). O equipamento conta com dois tubos que projetam água pela porta traseira do avião a cerca de 50 metros de altura.